Estoque do Tesouro Direto chega a R$ 31,7 bi em maio

O Tesouro Nacional divulgou que o estoque do Tesouro Direto em maio alcançou o montante de R$ 31,7 bilhões, alta de 3,7% em relação ao mês anterior e de 84,4% sobre maio de 2015.

Os títulos remunerados por índices de preços respondem pelo maior volume no estoque, alcançando 61,6%. Em seguida, aparecem os títulos indexados à taxa Selic, com participação de 20,5% e os títulos prefixados, com 17,9%.

Em relação aos títulos que compõem o estoque por prazo, tem-se que 10,9% dos títulos vencem em até um ano. Mais da metade, 58%, é composta por títulos que vencem entre um e cinco anos. Já os com prazo de cinco a dez anos correspondem a 14,2% do total; e os com vencimento acima disso representam 16,9%.

Em maio, as vendas do Tesouro Direto atingiram R$ 1,4 bilhão e os resgates totalizaram R$ 638,2 milhões – sendo R$ 597,1 milhões relativos às recompras ocorridas no mês e R$ 41,1 milhões relativos aos vencimentos ocorridos em maio.

Os títulos mais demandados pelos investidores foram os indexados ao IPCA (Tesouro IPCA+ e Tesouro IPCA+ com Juros Semestrais), cuja participação nas vendas atingiu 62,3%. Na sequência, estão os indexados à taxa Selic (Tesouro Selic), a 25,3% e os prefixados (Tesouro Prefixado e Tesouro Prefixado com Juros Semestrais), correspondendo a 12,4%.

Saiba Mais

>> Leia a íntegra da notícia no site do Tesouro Nacional.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Cetip assina acordo com S&P Global Platts para ampliar portfólio de indexadores de derivativos

A Cetip fechou uma parceria com a S&P Global Platts, fornecedor independente de informações e preços de referência do mercado de commodities em todo o mundo. O acordo possibilita que as instituições financeiras ofereçam a seus clientes contratos de derivativos de balcão que os protejam da oscilação futura dessas commodities. Até então, para obter esse […]