CVM lança estudo sobre risco cibernético nas atividades de administradores fiduciários e intermediários

O risco cibernético tem sido cada vez mais discutido no âmbito acadêmico, fóruns de reguladores internacionais de mercado de capitais e imprensa. Além da crescente preocupação decorrente dos processos cada vez mais automatizados no mercado de capitais e sua potencial característica de risco sistêmico, a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) lançou o estudo “Percepção de riscos cibernéticos nas atividades de administradores fiduciários e intermediários”.

O estudo analisa os resultados da pesquisa sobre percepção de riscos cibernéticos realizada junto aos participantes do mercado de capitais brasileiro. Entre as questões abordadas, destacam-se temas como:

  • Conclusões sobre processos mais sensíveis aos riscos cibernéticos inerentes aos regulados.
    Lacunas identificadas ao bom gerenciamento de riscos.
  • Visões sobre ameaças, priorização de componentes de governança e atuação do órgão regulador na mitigação de riscos cibernéticos.

Saiba Mais

>> Veja a notícia completa no site da CVM

>> Acesse a íntegra do estudo

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Rentabilidade nominal da poupança é a melhor desde 2006

Segundo estudo divulgado pela consultoria Economatica no dia 11 de janeiro, a rentabilidade nominal da poupança em 2016 foi de 8,30%, valor que não era registrado desde 2006 quando o poupador ganhou 8,40% nominalmente. A rentabilidade anual da poupança cresceu pelo terceiro ano consecutivo: descontada a inflação (6,29%) medida pelo IPCA em 2016, o ganho […]

Banco Central é destaque no 6º Prêmio Ouvidorias Brasil

O trabalho desenvolvido pela Ouvidoria do Banco Central (BC) foi premiado na semana passada durante a 6a edição do Prêmio Ouvidorias Brasil. A Autarquia foi homenageada na categoria “Destaque Institucional”, que reconhece instituições que contribuíram para o avanço e o fortalecimento das ouvidorias no país. “O Banco Central foi dos primeiros órgãos reguladores a instituir […]