Tesouro Direto bate recorde de operações de investimento em novembro

Em novembro, foram realizadas 181.498 operações de investimento no Tesouro Direto, maior número registrado desde o lançamento do Programa. O valor médio por operação foi de R$ 10.142,00. A maior parte dessas operações (71,9%) é relativa a aplicações de até R$ 5.000,00, o que reforça a utilização do Tesouro Direto por pequenos investidores.

No mês, as aplicações do Tesouro Direto atingiram R$ 1,8 bilhão e os resgates totalizaram R$ 715,2 milhões, sendo R$ 669,1 milhões relativos às recompras e R$ 46 milhões, aos vencimentos.

Os títulos mais demandados pelos investidores foram os indexados ao IPCA (Tesouro IPCA+ e Tesouro IPCA+ com Juros Semestrais), cuja participação no volume total de investimentos atingiu 58,4%. Os títulos prefixados (Tesouro Prefixado e Tesouro Prefixado com Juros Semestrais) corresponderam a 17,4% do total e os indexados à taxa Selic (Tesouro Selic), a 24,2%.

Em relação ao prazo, 19,4% dos investimentos ocorreram em títulos com vencimentos acima de 10 anos. As aplicações em títulos com prazo entre 5 e 10 anos representaram 29,5% e as com prazo entre 1 e 5 anos, 51,2% do total.

Saiba Mais

>> Veja a notícia completa no site do Tesouro Nacional

>> Veja o balanço completo do Tesouro Direto

NOTÍCIAS RELACIONADAS

BM&FBOVESPA publica despacho sobre operação de combinação de negócios com CETIP

A BM&FBOVESPA informou, no dia 13 de setembro, que a Superintendência-Geral do Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) publicou despacho declarando complexo o Ato de Concentração que trata da operação de combinação de negócios entre a BM&FBOVESPA e Cetip. O Despacho permite à SG-CADE determinar a realização de instrução complementar. No presente caso, a SGCADE […]