ROE dos bancos brasileiros foi superior ao de bancos americanos em 2016

Segundo levantamento feito pela consultoria Economatica, em 2016, a rentabilidade sobre o patrimônio (ROE) dos bancos brasileiros atingiu mediana de 10,97%, superando a dos bancos americanos, que ficou em 7,93%.

A evolução da mediana do ROE dos bancos brasileiros desde 1995 mostra que o melhor momento aconteceu em 2007, quando a mediana atingiu 17,40%. O pior momento dos bancos brasileiros foi registrado em 2000, quando este indicador foi de 7,61%. Em 2014, os bancos brasileiros registraram seu segundo pior desempenho com 8,04%.

No mesmo período, os bancos dos EUA tiveram seu melhor momento, chegando a uma mediana do ROE de 17,61% em 1999. Já o pior momento dos bancos americanos aconteceu em 2009 quando registraram 2,43%, ano que encerrou a série de cinco anos em queda do ROE nos EUA.

O estudo levantou os melhores ROEs de todos os bancos da América Latina e EUA de capital aberto com ativos acima de US$ 100 bilhões. O ItauUnibanco liderou o ranking ao registrar ROE de 18,26% em 2016, seguido pelo Bradesco com 15,97%. O Banco do Brasil ficou na 4a posição com 11,51% e o Santander ocupou a 10a posição com 9,67%.

Saiba Mais

>> Veja o levantamento completo no site da Economatica (PDF)

NOTÍCIAS RELACIONADAS

CVM lança estudo sobre risco cibernético nas atividades de administradores fiduciários e intermediários

O risco cibernético tem sido cada vez mais discutido no âmbito acadêmico, fóruns de reguladores internacionais de mercado de capitais e imprensa. Além da crescente preocupação decorrente dos processos cada vez mais automatizados no mercado de capitais e sua potencial característica de risco sistêmico, a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) lançou o estudo “Percepção de […]

BM&FBOVESPA divulga balanço de operações de setembro

Em setembro, o segmento Bovespa movimentou R$ 139,23 bilhões, ante R$ 168,37 bilhões, registrados em agosto. A média diária foi de R$ 6,63 bilhões, ante R$ 7,32 bilhões. Foram realizados 18.510.934 negócios, ante 20.201.699 no mês anterior. A média diária de negócios atingiu 881.473, ante 878.335 em agosto. O valor de mercado (capitalização bursátil) das […]