Inteligência financeira orienta prevenção à lavagem de dinheiro e combate ao financiamento do terrorismo

As principais tipologias de lavagem de dinheiro, abordagens de supervisão e investigação e as lições aprendidas com a Operação Lava Jato foram temas do “1º Seminário Banco Central de Prevenção à Lavagem de Dinheiro e ao Financiamento ao Terrorismo”. O encontro reuniu em São Paulo, nos dias 15 e 16 de agosto, autoridades do Banco Central (BC) e de diversas instituições que atuam no combate à lavagem de dinheiro no Brasil. O objetivo foi promover a troca de experiência com o Poder Judiciário, a Polícia Federal (PF), o Ministério Público Federal (MPF), a Receita Federal e outros órgãos.

“O BC realiza um trabalho contínuo de supervisão de conduta presencial dos 27 bancos de alto impacto. Além disso, o Sistema Integrado de Suporte e Comunicação da Supervisão (SisCom) possibilita a realização de inspeções remotamente sem que seja necessário deslocar fisicamente servidores, com enorme ganho de escala. São acompanhadas 1.779 instituições financeiras não bancárias e bancárias de médio e pequeno porte”, destacou Andréia Vargas, chefe do Departamento de Supervisão de Conduta do BC.

Participaram também do seminário representantes do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf), da Superintendência Nacional de Previdência Complementar (Previc), da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) e da Superintendência de Seguros Privados (Susep).

O BC faz parte do Sistema Brasileiro de Prevenção à Lavagem de Dinheiro, que tem como órgão central o Coaf. Cabe ao BC regular e fiscalizar a governança, os processos, as ferramentas e os controles de Prevenção à Lavagem de Dinheiro das entidades que supervisiona. O objetivo é zelar para que essas instituições identifiquem, analisem e comuniquem operações suspeitas ao Coaf, que gera relatórios de inteligência financeira e os encaminha aos órgãos de persecução penal (Polícia Federal e MPF), responsáveis pelas atividades de investigação.

Saiba mais

>> Veja a notícia completa no site do BC

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Bolsa apresenta ao CADE requisição de análise do ato de concentração decorrente da incorporação da Cetip

A Bolsa apresentou ao Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE) uma requisição de análise do ato de concentração decorrente da incorporação da Cetip pela BM&FBOVESPA. Segundo comunicado ao mercado divulgado no dia 29 de junho pela Bolsa, o referido requerimento será oportunamente disponibilizado pelo CADE em seu site, onde serão informados os andamentos posteriores para […]