Volume de CDB na carteira dos investidores cresce 13,5% em 2016

A Cetip divulgou que o volume do Certificado de Depósito Bancário (CDB) na carteira dos investidores atingiu R$ 549,2 bilhões em 2016, alta de 13,5% em relação ao ano anterior. Os CDBs registrados ao longo do ano tiveram crescimento anual de 7,8%, atingindo R$ 2,3 trilhões em 2016.

O CDB é um dos principais títulos de captação de recursos para bancos – ao lado de papéis como as Letras de Crédito (LCI e LCA) e a Letra Financeira (LF) – e costuma oferecer rendimento atrelado a um percentual da Taxa DI-Cetip, que atualmente está em 12,88%.

A distribuição por corretoras tem cada vez mais relevância na oferta do CDB e hoje representa 3% do estoque, com 132 mil investidores pessoa física e 2,7 mil investidores pessoa jurídica. Do volume de CDBs registrados em 2016 na Cetip (R$ 2,3 trilhões), R$ 17,8 bilhões foram distribuídos por intermédio de corretoras. Em 2015, esse número era R$ 9,8 bilhões.

“Mesmo sendo um movimento recente, os volumes são bem interessantes e mostram um crescimento expressivo ao longo dos dois últimos anos. Vemos o banco pequeno e o médio acessarem as corretoras e distribuidoras como canal que viabiliza essa intermediação para a pessoa física”, explica Carlos Albuquerque, Superintendente de Produtos da Cetip.

LCI e LCA

Em 2016, o estoque de Letra de Crédito Imobiliário (LCI) e Letra de Crédito do Agronegócio (LCA) fecharam o período, respectivamente, em R$ 183,3 bilhões e R$ 61,7 bilhões. Já o volume registrado foi de R$ 143,9 bilhões e R$ 54,1 bilhões. O estoque das Letras Financeiras (LF) era de R$ 428,1 bilhões, enquanto o volume registrado, R$ 99,9 bilhões.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

B3 divulga balanço de operações de maio de 2017

Em maio, o segmento Bovespa movimentou R$ 210,43 bilhões, ante R$ 146,03 bilhões registrados em abril. A média diária foi de R$ 9,56 bilhões, ante R$ 8,11 bilhões. Foram realizados 26.718.739 negócios, ante 16.320.584 no mês anterior. A média diária de negócios atingiu 1.214.488, ante 906.699 em abril. No mesmo período, o balanço da negociação […]