Transações de private equity no Brasil caem 56% no 1º trimestre

As transações de private equity realizadas no primeiro trimestre deste ano no Brasil foram 56% menores do que as computadas no mesmo período de 2016, totalizando 14 contra 32 daquele ano. Os dados são da Transactional Track Record (TTR) em colaboração com a LexisNexis. Deste total, apenas três tiveram seus valores divulgados, somando R$ 2,5 bilhões. A Advent International e o CPP (Canada Pension Plan) lideraram entre gestores mais ativos no período.

O total de fusões e aquisições do primeiro trimestre deste ano foi de 256 operações, aumento de 6,22% em relação ao ano passado. Apenas 96 transações tiveram valores revelados, que somam R$ 62,6 bilhões.

A notícia foi publicada no site Investidor Institucional.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Estoque de CRA cresce R$ 2,6 bilhões em um mês

O estoque de CRA (Certificado de Recebíveis do Agronegócio) apresentou em abril um expressivo crescimento na Cetip. Ultrapassando a marca dos R$ 9 bilhões, o volume financeiro na carteira de investidores cresceu R$ 2,6 milhões. O aumento foi gerado em decorrência das operações realizadas por cinco empresas, que captaram por meio do título. Entre elas […]