Transações de private equity no Brasil caem 56% no 1º trimestre

As transações de private equity realizadas no primeiro trimestre deste ano no Brasil foram 56% menores do que as computadas no mesmo período de 2016, totalizando 14 contra 32 daquele ano. Os dados são da Transactional Track Record (TTR) em colaboração com a LexisNexis. Deste total, apenas três tiveram seus valores divulgados, somando R$ 2,5 bilhões. A Advent International e o CPP (Canada Pension Plan) lideraram entre gestores mais ativos no período.

O total de fusões e aquisições do primeiro trimestre deste ano foi de 256 operações, aumento de 6,22% em relação ao ano passado. Apenas 96 transações tiveram valores revelados, que somam R$ 62,6 bilhões.

A notícia foi publicada no site Investidor Institucional.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Boletim da CVM revela alta no apetite pelo risco

A edição de setembro do Boletim de Risco, produzido pela Assessoria de Análise Econômica e Gestão de Riscos (ASA) da Comissão de Valores Mobiliários (CVM), sinalizou manutenção tanto da queda no indicador de risco de mercado, como no aumento do apetite pelo risco, tendo por base dados de agosto. “Por conta disso, tal indicador passará […]

Estoque do Tesouro Direto chega a R$ 31,7 bi em maio

O Tesouro Nacional divulgou que o estoque do Tesouro Direto em maio alcançou o montante de R$ 31,7 bilhões, alta de 3,7% em relação ao mês anterior e de 84,4% sobre maio de 2015. Os títulos remunerados por índices de preços respondem pelo maior volume no estoque, alcançando 61,6%. Em seguida, aparecem os títulos indexados […]