BC coloca em consulta pública proposta sobre registro e depósito de ativos financeiros

O Banco Central (BC) publicou o Edital de Consulta Pública 51/2017 referente à proposta de resolução sobre o registro e o depósito centralizado de títulos e valores mobiliários e de direitos creditórios em garantia pelas instituições financeiras e demais instituições autorizadas. A proposta inclui também dispositivos relacionados às atribuições das instituições habilitadas a prestar serviço de custódia de títulos, exceto valores mobiliários.

Segundo o Banco Central, a modernização do arcabouço regulatório pode contribuir para maior segurança, transparência e qualidade das informações, beneficiando os participantes do mercado, além de oferecer condições para manutenção da estabilidade do sistema financeiro.

Em novembro de 2016, a ANCORD participou de uma reunião no Banco Central sobre o tema que, posteriormente, foi discutido pelo Comitê Jurídico, de Compliance e Back-Office da Associação. Na ocasião, os membros se comprometeram a checar internamente eventuais impactos para as instituições em termos de riscos operacionais. A ANCORD está aberta ao recebimento de sugestões e comentários de seus associados para discussão e posterior encaminhamento ao BC. Para tanto, as informações podem ser enviadas para o e-mail renata.saifi@ancord.org.br.

Demais interessados podem encaminhar sugestões e comentários até 2/5/17 ao BC através do e-mail denor@bcb.gov.br.

Saiba Mais

>> Veja a notícia completa no site do Banco Central

>> Consulte o Edital de Consulta Pública 51/2017 e respectiva minuta (PDF)

NOTÍCIAS RELACIONADAS

CVM prorroga prazo da audiência pública DSM 06/2016

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) prorrogou até o dia 6 de dezembro o prazo para recebimento de sugestões e comentários da Audiência Pública SDM 06/2016. A audiência dispõe sobre a oferta pública de distribuição de valores mobiliários de emissão de empreendedores de pequeno porte realizada com dispensa de registro na Autarquia e por meio […]

CVM propõe alteração na Instrução 592.

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) colocou em audiência pública em 7/5/2019, minuta de norma que altera pontualmente a Instrução CVM 592, que trata da atividade de consultoria de valores mobiliários, prevendo o reconhecimento, pela Autarquia, de consultores de valores mobiliários, pessoas naturais ou jurídicas, não domiciliados no Brasil. “Assim como a Instrução CVM 521, que trata das agências […]

Audiência pública propõe fortalecer cuidados de intermediário com segurança da informação

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) colocou em audiência pública minuta de norma que visa aprimorar os controles internos das instituições intermediárias diante de eventos que possam provocar interrupção de suas atividades e falhas na segurança das informações. A minuta prevê a necessidade de desenvolvimento do plano de continuidade de negócios e fortalecimento de mecanismos […]