ANCORD participa de matéria sobre desempenho das corretoras em 2015

11/02/2016 – A ANCORD participou de matéria do jornal O Estado de S. Paulo, publicada nesta quarta-feira, 10 de fevereiro, comentando sobre os resultados financeiros de corretoras no ano passado. De acordo com a matéria, balanço publicado pelo Banco Central com resultados de janeiro a setembro, das 166 corretoras independentes, 111 tiveram resultados positivos no ano passado.

Para o presidente da ANCORD, Caio Villares, o cenário demanda a revisão de custos regulatórios, pois eles oneram muito principalmente as corretoras de menor porte. Segundo Caio, também há estudos em andamento para evitar a sobreposição de exigências por parte dos reguladores do segmento como Bolsa, Cetip, Anbima e a própria associação. Outra iniciativa destacada pelo presidente da ANCORD diz respeito a um projeto através do qual as corretoras participantes compartilham infraestrutura e serviços comuns entre elas, visando assim reduzir custos.

Leia a matéria na íntegra.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ANCORD participa de matéria sobre fechamento de capital na Bolsa

29/03/2016 – Caio Weil Villares, presidente da ANCORD, participou de uma matéria no Jornal DCI sobre o fechamento de capital de empresas listadas na Bolsa de Valores. Em meio ao cenário pessimista da economia brasileira, o mercado acionário acaba sofrendo as consequências do atual momento: além do mercado estar fechado para IPOs, estima-se que 15 […]

ANCORD é destaque no site O Financista

12/01/2016 – Na semana passada, o site O Financista divulgou uma entrevista com o presidente da ANCORD, Caio Weil Villares que comentou sobre diversos assuntos importantes da atualidade, entre eles, a possível fusão entre a BM&FBovespa e a Cetip e como isso poderia impactar o mercado de capitais. Na ocasião, Caio alertou para a questão […]

ANCORD participa de almoço com Valor Econômico

01/03/2016 – O presidente da ANCORD, Caio Villares, se encontrou recentemente com o jornalista do Jornal Valor Econômico, Téo Takar. Na ocasião, Caio falou sobre as perspectivas para o mercado de capitais e as frentes de atuação da instituição, como as iniciativas visando a otimização e o aperfeiçoamento do ambiente regulatório.