CVM emite ofício para administradores de Fundos de Investimento Imobiliário

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM), por meio da Superintendência de Relações com Investidores Institucionais (SIN), divulgou no dia 23 de maio o Ofício-Circular nº 4/2016, destinado aos administradores que trabalham com os Fundos de Investimento Imobiliário (FIIs).

O documento informa que, a partir do dia 1º de junho, o envio de informações dos FIIs deverá ser feito unicamente por meio do Sistema Fundos.Net, que se tornará o único canal permitido para o encaminhamento de informações à CVM e à BM&FBovespa.

Além disso, a SIN também informa que o Anexo B (relativo ao Ofício-Circular SIN nº 5/2013) ainda deverá ser encaminhado até o novo padrão XML do Informe Mensal estar disponível, possibilitando o envio a todos os participantes do mercado nesse formato.

Saiba Mais

>> Leia a íntegra da notícia no site da CVM.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Brasil recebe nota máxima do Comitê de Basileia

O Brasil recebeu a nota máxima do Comitê de Basileia para Supervisão Bancária, na Suíça, para a regulamentação do indicador Liquidez de Curto Prazo (LCR) do sistema financeiro. A nota atribuída à regulamentação brasileira foi “compliant”, ou seja, em plena conformidade, nível mais alto da escala de avaliação. Isso significa que foram consideradas totalmente adequadas […]

BC divulga resolução sobre política de sucessão de administradores

O Banco Central divulgou que o Conselho Monetário Nacional emitiu a Resolução nº 4.538, de 24 de novembro de 2016. Segundo a norma, as instituições financeiras e demais instituições autorizadas a funcionar pelo Banco Central devem implementar e manter política de sucessão de administradores, aplicável aos cargos da alta liderança. A política de sucessão de […]

CVM altera 16 Instruções e revoga outras 5

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) editou em 13/12/2018, a Instrução CVM 604. Tal ação decorre da implementação da primeira fase do Projeto Estratégico de Redução de Custo de Observância, que teve como foco verificar a possibilidade de mudanças regulatórias de menor complexidade, de baixo impacto e direcionadas a situações específicas e pontuais, especialmente com relação a […]