Cetip anuncia seus resultados relativos ao ano de 2016

A Cetip divulgou os resultados relativos ao ano de 2016. A receita bruta de serviços foi de R$ 1,5 bilhão, aumento de 13,4% em relação a 2015. Já a receita líquida atingiu R$ 1,3 bilhão, incremento de 14,3% no ano, enquanto o EBITDA ajustado (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) somou R$ 912,3 milhões, 15,4% acima de 2015. O lucro líquido atingiu R$ 572,6 milhões, montante 15,1% superior na comparação anual.

A Unidade de Títulos e Valores Mobiliários (UTVM) obteve receita bruta de R$ 1,1 bilhão em 2016, alta de 18,1% em comparação ao ano anterior. O resultado foi impulsionado pela receita de ativos em permanência, que totalizou R$ 514 milhões, 31,1% superior ao acumulado de 2015; e pela receita de utilização mensal, que somou R$ 226,8 milhões, 19,5% a mais do que no ano anterior.

Em 21 de dezembro de 2016, o Conselho de Administração da Companhia aprovou o pagamento de juros sobre o capital próprio relativos ao 4T16 no montante de R$ 29,4 milhões, equivalentes a R$ 0,1129 brutos por ação, pagos em oito de fevereiro de 2017. Adicionalmente, o Conselho aprovou, em 14 de fevereiro de 2017, a distribuição de R$ 98,6 milhões (R$ 0,3790 por ação) sob a forma de dividendos intermediários, a serem pagos a seus acionistas em 8 de março de 2017. A distribuição total de dividendos e juros sobre o capital próprio relativos a 2016 totalizará R$ 486,7 milhões, o que representa 85,0% do lucro líquido registrado no período.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Tesouro Direto bate recorde em dezembro

26/01/2016 – Dados do Tesouro Nacional mostram que 2015 foi o ano do Tesouro Direto. No ano, a venda de títulos públicos alcançou R$ 1,2 bilhão em vendas líquidas, valor mais alto desde o seu lançamento. O programa também teve o maior número de operações de vendas de títulos em dezembro de 2015, com mais […]

Bolsa coloca em audiência minutas para Investidores Não Residentes e do Roteiro Específico

No dia 23 de fevereiro, a BM&FBOVESPA colocou em audiência restrita a seus participantes, no âmbito de seu Programa de Qualificação Operacional (PQO), as minutas do Guia para Investidores Não Residentes e do Roteiro Específico que será utilizado no processo de concessão do novo selo de qualificação do PQO, denominado Nonresident Investor Broker. As minutas […]

Bolsa apresenta nova proposta de regulamentos para Novo Mercado

A BM&FBOVESPA apresentou uma nova proposta de regulamentos para os Segmentos Especiais (Novo Mercado e Nível 2), iniciando a segunda fase do processo de evolução dos segmentos que reúnem companhias com as mais elevadas práticas de governanças corporativa da Bolsa. Depois do fim da primeira fase, quando agentes de mercado, companhias abertas, investidores locais e […]