Boletim de Risco sinaliza alta nos indicadores de risco macroeconômico

O Boletim de Risco da CVM (Comissão de Valores Mobiliários) referente ao mês de julho sinalizou elevações nos indicadores de risco de liquidez, risco de mercado e risco macroeconômico, este assumindo o posto mais alto entre todos os indicadores do mapa de riscos. Paralelamente, houve nova queda no indicador de apetite pelo risco, este agora o menor entre todos.

A CVM esclareceu que a elevação do indicador de risco de mercado nesta edição deveu-se a sua componente de renda fixa, podendo ser demonstrada pelo comportamento de alta na volatilidade do índice de renda fixa nacional IMA-G. Por sua vez, a queda no indicador de apetite pelo risco pode ser atribuída à componente de renda variável nacional.

A publicação Boletim de Risco apresenta, mensalmente, os indicadores de risco dos mercados de capitais de economias avançadas e emergentes, especialmente do Brasil.

Saiba Mais

>> Veja a edição de julho do Boletim de Risco da CVM

NOTÍCIAS RELACIONADAS

BM&FBOVESPA anuncia resultados do 3T16

A BM&FBOVESPA S.A. divulgou os resultados do terceiro trimestre de 2016. No período, a queda de volumes e da receita média por contrato (RPC) no segmento BM&F levou a uma redução de 6,3% da receita total na comparação com o mesmo período do ano anterior, atingindo R$ 621,3 milhões. Esse desempenho foi parcialmente neutralizado pelo […]

BC altera horário para divulgação do Copom

Para se adaptar ao fechamento do mercado financeiro, o Banco Central (BC) decidiu antecipar em duas horas o horário das reuniões do Comitê de Política Monetária (Copom). O encontro, que acontece a cada 45 dias, define os juros básicos da economia, a taxa Selic. A partir da próxima reunião, a taxa será divulgada por volta […]

Bovespa apresenta resultados do 4º trimestre de 2015

01/03/2016 – A BMF&F Bovespa divulgou recentemente os resultados referentes ao quarto trimestre de 2015. Foi registrado lucro líquido de R$ 534,1 milhões, que representa um crescimento de 43% em relação ao mesmo período de 2014, quando foi alcançado o valor de R$ 373,2 milhões. A Bolsa fechou o ano com um lucro líquido de […]