Boletim de Risco sinaliza alta nos indicadores de risco macroeconômico

O Boletim de Risco da CVM (Comissão de Valores Mobiliários) referente ao mês de julho sinalizou elevações nos indicadores de risco de liquidez, risco de mercado e risco macroeconômico, este assumindo o posto mais alto entre todos os indicadores do mapa de riscos. Paralelamente, houve nova queda no indicador de apetite pelo risco, este agora o menor entre todos.

A CVM esclareceu que a elevação do indicador de risco de mercado nesta edição deveu-se a sua componente de renda fixa, podendo ser demonstrada pelo comportamento de alta na volatilidade do índice de renda fixa nacional IMA-G. Por sua vez, a queda no indicador de apetite pelo risco pode ser atribuída à componente de renda variável nacional.

A publicação Boletim de Risco apresenta, mensalmente, os indicadores de risco dos mercados de capitais de economias avançadas e emergentes, especialmente do Brasil.

Saiba Mais

>> Veja a edição de julho do Boletim de Risco da CVM

NOTÍCIAS RELACIONADAS

CVM emite nota sobre Initial Coin Offering (ICO)

Considerando o avanço das operações conhecidas como Initial Coin Offerings (ICOs), a CVM (Comissão de Valores Mobiliários) emitiu nota em seu site, esclarecendo que está atenta às recentes inovações tecnológicas nos mercados financeiros global e brasileiro. A Autarquia vem acompanhando tais operações e buscando compreender benefícios e riscos associados, seja por meio de fóruns internos, […]