ANCORD sedia workshop para discutir estruturação do ativo financeiro CBIO

Evento foi realizado pelo Ministério de Minas e Energia, com o apoio da ANCORD, Abrapp e da B3

No dia 11/04/2018, a ANCORD sediou o Workshop “Renovabio e o Crédito de Descarbonização – CBIO”. O evento abordou a Política Nacional de Biocombustíveis (RenovaBio), sancionada pelo governo no fim de 2017, e do CBIO (Crédito de Descarbonização por Biocombustíveis), ativo financeiro do setor de biocombustíveis que integra a iniciativa.

O objetivo do encontro foi reunir os diversos agentes do setor financeiro para falar sobre o RenovaBio e apresentar as principais características do programa e falar sobre a estruturação do mercado de CBIOs no país. Além da ANCORD, o evento contou com o apoio da Associação Brasileira das Entidades Fechadas de Previdência Complementar (Abrapp) e da B3.

Segundo o palestrante Paulo Roberto Machado Fernandes Costa, analista de Infraestrutura do Departamento de Combustíveis Renováveis da Secretaria de Petróleo, Gás Natural e Combustíveis Renováveis do Ministério de Minas e Energia, a definição das metas de descarbonização e o início da Política RenovaBio devem acontecer até o dia 26/06/2018, de acordo com a Lei 13.576 que trata do tema.

“O CBIO é uma forma de trazer uma contribuição importante para o Acordo de Paris – compromisso internacional firmado entre 195 países com a meta de minimizar as consequências do aquecimento global no planeta–, além de permitir que os produtores, distribuidores e demais investidores possam, no futuro, negociar os certificados (CBIOs) em mercado organizado na Bolsa com liquidez, transparência e segurança”, destacou Costa.

Para o diretor geral da ANCORD, Emílio Otranto Neto, o tema Sustentabilidade não está mais restrito às discussões de especialistas ou nas Universidades. “Hoje, as pessoas se informam, se preocupam, participam de debates nas redes sociais, compartilham e comentam matérias sobre isso.  Ao mesmo tempo, as empresas estão cada vez mais engajadas e interessadas em manter uma conduta ambientalmente correta. Por isso, acreditamos que os CBIOs poderão se tornar ativos financeiros interessantes para a nossa indústria de intermediação”, destacou.

No evento, a Associação Brasileira das Entidades Fechadas de Previdência Complementar (Abrapp) foi representada por Luís Ricardo Marcondes Martins, diretor-presidente da Abrapp e a B3 por Carlos Alcântara de Albuquerque, ?Superintendente de Produtos.

>> Veja o PDF da apresentação “Renovabio e o Crédito de Descarbonização – CBIO”

Galeria de Fotos (clique para ampliar)

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Workshop e Webinar: ANCORD realizará debate sobre eleições 2018 com especialistas

Em agosto, a ANCORD realizará em São Paulo o workshop “O Brasil e as Eleições: candidatos e tendências político-econômicas”. O evento terá como debatedores três renomados especialistas: Augusto Nunes, Jornalista, colunista da Revista Veja, comentarista do Jornal da Manhã e integrante do “Os Pingos nos Is”, ambos da Rádio Jovem Pan. Ibsen Costa Manso, Jornalista […]

CIAB Febraban acontecerá em junho em São Paulo. Inscreva-se!

Neste ano, o evento abordará o tema Inteligência Exponencial, com debates sobre como o desenvolvimento de tecnologias como Inteligência Artificial, Machine Learning, Blockchain e IOT implicam em constantes alterações do comportamento social e como essas alterações podem rapidamente criar ou destruir negócios. Além dessas discussões, também serão discutidos os tradicionais temas sobre seguros, meios de […]