Tesouro Direto atinge recorde de aplicações em março

Dados do Tesouro Nacional divulgados no dia 20 de abril mostraram que as aplicações no Tesouro Direto chegaram a R$ 2,65 bilhões em março, maior valor da série histórica, ultrapassando o recorde anterior, de janeiro.

No período, o público feminino respondeu por 68,6% (ou 49.734) dos 72.530 novos investidores cadastrados no programa, maior percentual da série histórica, refletindo a campanha de incentivo à participação feminina no Tesouro Direto realizada na semana de 8 de março. Para efeito de comparação, no mês anterior à campanha, o ingresso de mulheres no programa representou 31,9% dos cadastros.

Ao todo, o programa atingiu 1.321.811 participantes inscritos, aumento de 86,5% nos últimos 12 meses. Já o aumento no número de investidores ativos (que efetivamente possuem aplicações) foi de 19.566, sendo que a participação de mulheres atingiu a marca de 25,2% (ante 24,8% no mês anterior). Dessa maneira, o total de investidores ativos no programa alcançou 461.535, alta de 68,3% nos últimos 12 meses.

Os títulos mais demandados pelos investidores foram os indexados à taxa Selic (Tesouro Selic), cuja participação no volume total de investimentos atingiu 43,5%. Os títulos indexados ao IPCA (Tesouro IPCA+ e Tesouro IPCA+ com Juros Semestrais) corresponderam a 39,9% do total e os prefixados (Tesouro Prefixado e Tesouro Prefixado com Juros Semestrais), a 16,6%.

O estoque do Tesouro Direto, por sua vez, alcançou o montante de R$ 43,6 bilhões, crescimento de 1,5% em relação ao mês anterior (R$ 42,9 bilhões) e de 48,6% sobre março de 2016 (R$ 29,3 bilhões). Os títulos remunerados por índices de preços responderam pelo maior volume do estoque, alcançando 64,9%. Na sequência, aparecem os títulos indexados à taxa Selic, com participação de 18,9%, e os títulos prefixados, com 16,2%.

A maior parte do estoque, 51,3%, é composta por títulos com vencimento entre 1 e 5 anos. Os títulos com prazo entre 5 e 10 anos correspondem a 26,2% e os com vencimento acima de 10 anos, a 17,2% do total. Cerca de 5,3% dos títulos vencem em até 1 ano.

Saiba Mais

>> Veja a notícia completa no site do Tesouro

NOTÍCIAS RELACIONADAS

B3 atinge maior valor de mercado de sua história

De acordo com um levantamento realizado pela consultoria Economatica, no dia 22 de agosto de 2017, o valor de mercado da B3 atingiu R$ 2,78 trilhões, maior valor de mercado atingido pela Bolsa na sua história. Até então, o maior valor atingido havia acontecido no dia 3 de setembro de 2014, quando as empresas listadas […]

CVM lança estudo sobre risco cibernético nas atividades de administradores fiduciários e intermediários

O risco cibernético tem sido cada vez mais discutido no âmbito acadêmico, fóruns de reguladores internacionais de mercado de capitais e imprensa. Além da crescente preocupação decorrente dos processos cada vez mais automatizados no mercado de capitais e sua potencial característica de risco sistêmico, a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) lançou o estudo “Percepção de […]