Seminário debateu impactos das Fintechs no mercado

Na semana passada, aconteceu no Rio de Janeiro o Seminário Fintech Brasil: Tecnologia e Inovação no Setor Financeiro, evento que reuniu reguladores, bancos de fomento e associações de diversos países da América Latina e Caribe.

“Esse é um assunto de extremo interesse para a economia”, ressaltou o presidente da CVM, Marcelo Barbosa. Comentando sobre o papel da Autarquia no fomento às Fintechs, o presidente destacou que cabe ao regulador entender e conhecer os serviços prestados. “Não cabe à CVM dizer ao mercado aonde ir. Nós temos que garantir que o caminho seja realizado com transparência e esteja assegurada a proteção ao investidor e ao consumidor dos serviços das empresas reguladas pela Autarquia”, complementou.

O diretor da CVM, Henrique Machado, ponderou que as Fintechs são um modo de promover a inclusão financeira em escala global. “De acordo com o relatório da IOSCO de mercados emergentes, o uso de tecnologias digitais devem aumentar o PIB em economias emergentes em U$$ 6,3 bilhões e criar 77 milhões de empregos nos próximos 10 anos. Precisamos regular, na medida do possível, de forma a não estrangular as entradas dessas novas tecnologias”, salientou.

Durante o evento, foi apresentado ainda o Grupo de Trabalho do Lab da CVM focado nas Fintechs, o qual terá três linhas de atuação: desenvolvimento da regulação; incentivo ao desenvolvimento das empresas Fintech; e análises de experiências bem sucedidas. O grupo será composto por reguladores, associações e representantes do setor. “A primeira reunião já está marcada para janeiro, para começarmos o ano com o pé direito”, informou Henrique Machado.

Saiba Mais

>> Veja a matéria completa no site da CVM

NOTÍCIAS RELACIONADAS

WEBINAR da ANCORD discutiu e esclareceu dúvidas sobre a Resolução CMN 4871

Como todos já sabem, recentemente o Conselho Monetário Nacional autorizou que as Corretoras e Distribuidoras de Valores atuem como emissoras de moeda eletrônica e, consequentemente, possam prestar o serviço de pagamento a seus clientes, a partir de janeiro de 2021. Entendendo se tratar de um tema extremamente importante para a Indústria de Intermediação, a ANCORD […]