Mercado de CRA segue aquecido em 2017

Os primeiros quatro meses de 2017 se mostraram aquecidos para o mercado de Certificado de Recebíveis do Agronegócio (CRA). No período, foram registrados na B3 mais de R$ 3 bilhões desses papéis. Ao final de abril, o estoque de CRA na Bolsa superou a marca de R$ 20 bilhões, mais do que o dobro dos R$ 9 bilhões atingidos no mesmo mês do ano passado.

Entre as ofertas ocorridas nesse período, destacam-se as operações do Grupo Pão de Açúcar, de R$ 1 bilhão, da Klabin, de R$ 845 milhões, e São Martinho, de R$ 500 milhões. Com relação a maio, vale mencionar a oferta de Raizen, de R$ 969 milhões e de Ipiranga, de R$ 1 bilhão. O prazo médio dos CRAs que estão atualmente na carteira dos investidores é de cinco anos.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Tesouro Direto atinge recorde de aplicações em março

Dados do Tesouro Nacional divulgados no dia 20 de abril mostraram que as aplicações no Tesouro Direto chegaram a R$ 2,65 bilhões em março, maior valor da série histórica, ultrapassando o recorde anterior, de janeiro. No período, o público feminino respondeu por 68,6% (ou 49.734) dos 72.530 novos investidores cadastrados no programa, maior percentual da […]