Investidor não residente: prazo de entrega de informe semestral é prorrogado para 31/03

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) informou que o prazo para envio dos informes semestrais de investidores não residentes, referente ao encerramento do mês de dezembro de 2016, foi prorrogado para o dia 31/03/2017. A prorrogação foi aprovada pelo Colegiado no dia 20 de dezembro com base na manifestação da Superintendência de Investidores Institucionais (SIN).

A medida atende solicitação da Anbima (Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro), segundo a qual nesse período do ano ocorre a paralisação dos processos de tecnologia das instituições, o que inviabilizaria o desenvolvimento dos sistemas (no período entre a disponibilização do padrão e o prazo para entrega) para o envio dos informes com a utilização do novo modelo de arquivo.

A prorrogação foi aprovada pelo Colegiado em 20/12/2016 com base na manifestação da Superintendência de Investidores Institucionais (SIN).

A Autarquia lembra que as informações devem ser encaminhadas via Sistema CVMWeb utilizando o padrão XML.

Saiba Mais

>> Veja documento da CVM que oficializou a decisão do colegiado quanto à mudança do prazo

NOTÍCIAS RELACIONADAS

CVM moderniza trâmites dos processos sancionadores

Em linha com o processo constante de modernização da condução dos Processos Administrativos Sancionadores da CVM, a Autarquia passará a conceder acesso externo, via Sistema Eletrônico de Informações (SEI), para partes/procuradores no caso de acusados em processos sancionadores em curso. A medida visa trazer maior eficiência aos procedimentos de acesso processual e minimizar o custo […]

Receita Federal regulamenta programa de regularização de ativos no exterior

22/03/2016 – A Receita Federal apresentou uma Instrução Normativa para regulamentar o Regime Especial de Regularização Cambial e Tributária (RERCT). O objetivo é permitir a regularização de recursos, bens ou direitos remetidos ou mantidos no exterior, ou repatriados por residentes ou domiciliados no país, que não tenham sido declarados ou que tenham sido declarados incorretamente. […]