Presidente da ANCORD faz balanço de 2017 e revela planos para 2018

“>Prezados Associados,
Em 2017, a ANCORD viveu um momento importante de sua história:  comemorou seus 45 anos de fundação
Chegar a este momento com uma história tão rica não é fácil, principalmente em um mercado que passou por tantos desafios, inúmeros planos econômicos, transformações e mudanças profundas. A ANCORD provou que é possível criar, e acima de tudo, manter uma boa reputação em ambientes adversos.
Para celebrar a conquista, no dia 5 de dezembro, realizamos um evento para comemorarmos o aniversário de 45 anos da entidade, quando a ANCORD homenageou aquele que idealizou sua criação, Raymundo Magliano, inaugurando o novo auditório que traz seu nome. Além disto, na ocasião, foi lançado o livro “Momentos da História da ANCORD”, que descreve a trajetória da associação desde seu início.

“>A história da ANCORD precisa continuar sendo escrita. Em um mercado cada vez mais dinâmico e exigente, precisamos prepará-la para o futuro. Sinto que nossos caminhos à frente serão ainda mais desafiadores que os encontrados pelos pioneiros que criaram a Associação em 1972.
“>O Brasil passa por um momento político efervescente. Por outro lado, o cenário econômico dá sinais de recuperação: taxas de juros menores, leve crescimento da economia, inflação controlada e índice de desemprego lentamente diminuindo. Além disso, o Governo vem conseguindo evoluir nas reformas estruturais tão importantes para nosso futuro.
Em meio às turbulências e incertezas, a ANCORD sempre exerceu seu papel de porta-voz da indústria de intermediação, analisando temas relevantes e contribuindo com as discussões sobre as ameaças e oportunidades que identificamos no horizonte. Continuamos lutando pela modernização do nosso arcabouço regulatório, pelo bom senso na forma e atuação da autorregulação, pela ampliação do escopo de nossa atividade e pelo próprio desenvolvimento do mercado de capitais.

Mudanças, desafios e oportunidades

Nos últimos 10 anos, nossa indústria se transformou. Passamos pela desmutualização das Bolsas, a fusão entre elas e, posteriormente, a criação da B3.
Tivemos que aprender a lidar com novos paradigmas, nos adaptar às exigências do mercado e aproveitar as oportunidades.
Mas os desafios nunca param. Com a rápida evolução tecnológica e uma nova geração de empreendedores, é chegada a hora de questionarmos os modelos tradicionais do nosso negócio, adaptá-los para um futuro pouco previsível, mas que sem dúvida estarão dentro de um contexto muito diferente do presente.
Neste sentido, a ANCORD vem fazendo seu papel face às novas tendências. Exemplo disto foi o recente Workshop sobre Fintech que realizamos, evento no qual renomados especialistas debateram sobre o tema de forma clara e objetiva. Aliás, sobre nosso Programa de Workshops, pretendemos realizar cinco encontros em 2018 – todos discutindo assuntos estratégicos para o setor.
Também temos buscado de forma incessante a construção de pautas comuns com a B3 e outras entidades do mercado de capitais e financeiro. São inúmeros projetos e propostas que interessam de forma direta ao nosso segmento e ao mercado. Vejo nestes alinhamentos estratégicos uma forma de transformar nosso enorme esforço individual no avanço proporcional das nossas pautas.

Em termos de gestão, tornamos nosso Conselho de Administração mais heterogêneo e renovado, com representantes de vários segmentos. Além disso, abrimos a possibilidade de trazer novos associados desses setores, criando uma maior representatividade para a ANCORD.
Também merece destaque a revitalização do nosso Comitê de Ética. Acreditamos que a transparência e manutenção de uma competição saudável sejam determinantes para o desenvolvimento do mercado.  Por isto, modernizamos as ferramentas para facilitar o acesso dos associados ao Comitê e ampliar o alcance dos assuntos discutidos, a exemplo de temas como concorrência predatória, uso de poder econômico, venda cruzada, entre outros.
Investindo para fortalecer o mercado
Olhando para o futuro, um dos pontos mais importantes de nossa transformação será o investimento em educação. Aprovamos recentemente o projeto para implantarmos nosso Ensino à Distância, que será fundamental para desenvolvermos nossos cursos e atingirmos um número exponencial de novos alunos. Lançaremos conteúdos atualizados com uma linguagem inovadora e ferramentas que permitem mais capilaridade e alcance geográfico ao público interessado.
Em relação ao Exame de Certificação dos Agentes Autônomos de Investimento, temos batido recordes de participação. A parceria relativamente recente com a FGV possibilitou um aumento expressivo da frequência das provas e dos locais onde elas podem ser aplicadas (em todo o território nacional). Ao longo de 2018, aperfeiçoaremos ainda mais todo o processo.
Outro ponto que merece destaque é que a ANCORD foi habilitada pela PREVIC como Instituição Autônoma para fins de habilitação de dirigentes e profissionais das entidades fechadas de Previdência Complementar. Com isso, nossa Associação entra para um grupo seleto de certificadoras que trabalham em prol dos mercados financeiro e de capitais.
Em breve, lançaremos nosso novo portal, muito mais moderno e com conteúdos institucionais e educacionais abrangentes. Nossas mídias sociais também têm tido resultados expressivos, sendo sempre atualizadas com novidades.
Por fim, destaco a consolidação de nosso Programa de Benefícios. Temos incrementado a iniciativa, negociando com fornecedores condições especiais e preços exclusivos para nossos associados. São diversos sistemas, soluções de negócios, produtos e serviços, planos de saúde, cursos e clipping eletrônico.
Continuaremos trabalhando em defesa dos nossos associados e da indústria da intermediação. Contamos com o apoio de todos vocês neste esforço por meio da participação e envolvimento nos nossos comitês que deverão ser renovados no início do ano que vem.

Aproveito a oportunidade para desejar Boas Festas com muita paz e fraternidade e um 2018 próspero, repleto de bons negócios e realizações pessoais!
Presidente

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Conselho de Administração da ANCORD reelege presidente para novo mandato

Na quarta-feira (29/3), os membros do Conselho de Administração da ANCORD (Associação Nacional das Corretoras e Distribuidoras de Títulos e Valores Mobiliários, Câmbio e Mercadorias) reelegeram Caio Weil Villares (Concórdia S/A CVMCC) como presidente da entidade por mais um ano. Este será seu terceiro mandato consecutivo à frente da instituição. Para o cargo de vice-presidente […]

CVM divulga canal para receber sugestões sobre redução-custo de observância regulatória

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) divulgou um canal para receber apontamentos e sugestões do mercado a respeito da redução do custo de observância regulatória. Interessados em enviar propostas, podem acessar o Serviço de Atendimento ao Cidadão (SAC), escolher a opção Sugestão, preencher os demais campos e encaminhar a mensagem. Saiba mais no link: http://www.cvm.gov.br/noticias/arquivos/2019/20190314-1.html

Destaques do Ano

O ano de 2016 foi complexo e desafiador. Se de um lado trouxe turbulências, por outro lado, as mudanças ressaltaram a importância da adaptabilidade para se evoluir em cenários adversos. Em meio às incertezas trazidas pela situação político-econômica, muitos foram os questionamentos dos caminhos e tendências para o mercado de capitais. Nesse contexto, a ANCORD […]